sábado, 24 de setembro de 2011

de agora...


que vazio cheio...
fragilidades, humanidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário