segunda-feira, 24 de outubro de 2011

de agora...


hora de "entrado em si..."
não...entrada em mim, estrada perdida de mim
movimento por dentro...sem começo e nem fim

hora de esquecer o esforço
sim...respirar silenciosamente então
recolher por um pouco o coração

hora de descansar o ser
mergulhar no sono dos sentidos
deitar os ombros encolhidos

hora de cuidar para dentro
proteger o que de mais meu existe
contra o exposto que insiste

hora de dormir...simplesmente dormir
cegamente dormir
no repouso do corpo
deixar a alma deserta
por uma noite
pelo menos por uma noite...

4 comentários:

  1. Ué, Carolina, por que só estou sabendo agora deste mimo de blog que vc fez??
    Não divulga não,é???
    Vou navegar e depois te falo.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. ah...que bom vc aqui!!! tenho divulgado há muito tempo no face...bjs

    ResponderExcluir
  3. Carolina,
    gosto da sua poesia e passo então, a fazer parte do seu grupo
    de seguidores!
    Um beijo
    Lu

    ResponderExcluir