segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

de agora...


ah...o humano em mim...
que busca onde e quando sabe não estar...
por pura fantasia da esperança do encontro
onde, na solidão, vislumbra o cheio em si
que muitas vezes desejaria não perceber tanto
não sentir tanto não querer tanto
para viver a ilusão do ter, do ser com o ser...pleno e para sempre
todos os dias
que por tanto procurar palavras para expressar...
acha na flor o resumo,
a pretensa forma da completa manifestação do bemquerer

Nenhum comentário:

Postar um comentário