domingo, 26 de agosto de 2012

de agora...

A linguagem e o que é inefável muitas vezes se desencontram em encontros que no sorrateiro dos segundos nos invadem e nos tomam sem pedir emprestado.
Nada melhor ou pior, mas e somente, diverso do gradativo, construção da experiência que amplia todo um universo possível em si.
O tempo e suas necessidades e suas armadilhas e suas surpresas e seus desafios e seus convites, vindas e voltas de um fora por vezes incongruente com o de dentro.
Letras e palavras...para respirar...


terça-feira, 21 de agosto de 2012

de agora...

preciso jeito para lidar com papéis sem poesia
preciso jeito para lidar com papéis sociais
preciso jeito pra lidar com saudades...
preciso terra e prefiro água...


sábado, 11 de agosto de 2012

de agora...

algumas esperas teimam....tanto....que insistem em ultrapassar até o sono...
e depois, no sonho, ainda sobrevivem...
e despertam junto com o amanhecer...
e...


terça-feira, 7 de agosto de 2012

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

de agora...

palavras são vagões
que me levam além dos trilhos e das trilhas
ao rumo do quase inefável de mim...