sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Desses dias...

olhar de baixo pra cima pode doer, mas pode iluminar...e tudo junto, ao mesmo tempo...
que a memória para o futuro seja minha companhia...


domingo, 30 de novembro de 2014

Desses dias....

não podemos e nem devemos fugir da experiência da vulneralbilidade humana na Terra...nela descobrimos novos poderes, melhores e mais verticais dos que aqueles que nos fazem querer imunidades ilusórias...nela, descobrimos quem são...e...quem somos....


terça-feira, 25 de novembro de 2014

de anteontem....

...aprendi que vinte minutos podem ser o suficiente para acontecer jardim no peito, brisa na pele e um mergulho nas boas águas de dentro...


domingo, 26 de outubro de 2014

de agora...

mãos ao alto, saudade da palavra!


de agora...

o rio chega ao mar, por um caminho ou por outro
é assim...nada pára ele não...
tá na base da querência, que sabe onde quer chegar


de agora...

...acho que tenho parentesco com a flor do cactus
espinhos me dão vontade de florescer...
amém!

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

de agora...

...das voltas que a vida dá
...a terra
...mesmo que arada com afinco
se não estiver fértil...
...a semente agoniza.
...a rosa
...mesmo que regada com devoção
as vezes...
...desfalece.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

terça-feira, 24 de junho de 2014

de agora...

minha inspíração
é pipa
é roda
ora na vida
ora na palavra
rebelde, sem cabrestro, sem feudo
com vontade própria
minha, mas dona de si...


quarta-feira, 21 de maio de 2014

domingo, 20 de abril de 2014