segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

de agora...

Vai palavra, vai...na sela da melodia...
Mas, volta.
Porque essa casa também é sua....


de agora

Nem sempre onde moro me demoro
Nem sempre onde me demoro, moro.
Nem sempre o que digo é o que quero dizer
E nem sempre é pra entender...